Quantcast
Arnaldo Antunes: “A indignação é constante, mas não se sobrevive à cultura do ódio com mais ódio” - Mundo News Web Interstitial Ad Example
24 de Junho, 2021

Mundo News

Seu Mundo! Suas Notícias!

Arnaldo Antunes: “A indignação é constante, mas não se sobrevive à cultura do ódio com mais ódio”

1 min read
Cantor, compositor e poeta fala ao EL PAÍS sobre o show que fez na Galeria Psicoativa de Tunga, e reflete sobre revolta, afeto e inércia em...

Indignação e afeto. São os dois sentimentos que têm marcado os dias do cantor, compositor e poeta Arnaldo Antunes (São Paulo, 1960). Isolado em convívio familiar, o artista tem lido bastante —desde Machado de Assis e grandes romances a livros sobre estética— e visto alguns filmes ao lado dos filhos, como uma forma de “lazer para reunir todo mundo.” Ele não se aliena, no entanto, das notícias sobre a gestão governamental da pandemia de covid-19 e os constantes ataques aos direitos dos povos indígenas. “A indignação é constante, a gente se revolta a cada dia com um Governo que está destruindo tudo, mas a gente não sobrevive só respondendo à cultura do ódio com mais ódio”, diz ele em entrevista por vídeo ao EL PAÍS, em um cômodo de sua casa, em São Paulo, cujas paredes estão repletas de CDs, livros e vinis, do chão ao teto.

Seguir leyendo

Fonte: https://brasil.elpais.com/cultura/2021-06-06/arnaldo-antunes-a-indignacao-e-constante-mas-nao-se-sobrevive-respondendo-a-cultura-do-odio-com-mais-odio.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.