Quantcast
Ciclismo: ‘Imparável’ Annemiek van Vleuten vence sétima etapa da Volta a França feminina - Mundo News Web Interstitial Ad Example
17 de Agosto, 2022

Mundo News

Seu Mundo! Suas Notícias!

Ciclismo: ‘Imparável’ Annemiek van Vleuten vence sétima etapa da Volta a França feminina

2 min read
A ciclista neerlandesa Annemiek van Vleuten (Movistar) deu hoje mostras da sua superioridade com um ataque de longe para vencer a sétima etapa da Volta a...

A ‘campeoníssima’ de 39 anos cumpriu os 127,1 quilómetros entre Sélestat e Le Markstein em 3:47.02 horas, ‘trucidando’ todo o pelotão, que aquém do ‘top 10’ chegou todo mais de 10 minutos mais tarde, num desfeita que ficará na conto do ciclismo feminino.

Outra neerlandesa, Demi Vollering (SD Worx), foi quem chegou mais perto, em segundo a 3.26 minutos, com Cecilie Uttrup Ludwig (FDJ-Suez-Futuroscope) no terceiro sítio, a 5.16.

O desfeita de Van Vleuten foi airoso na sua naturalidade: mais de 60 quilómetros escapada, começando pela primeira de três subidas de primeira camada, a remomerar os ‘arranques’ de grandes campeões do pretérito, de Próspero Coppi a Chris Froome ou Alberto Contador, em etapas que lhes definiram a curso.

Igualmente esta pode haver o mesmo efeito para a veterana, que já venceu levante ano a Rodeio a Itália e pode juntar-lhe o Tour, como tem, à aproximação para a última lanço, 3.09 minutos de primazia para Vollering e 4.20 para a polaca Katarzyna Niewiadoma (Canyon-SRAM), terceira.

“Foi uma serra russa. Estive mesmo adoentado e posteriormente alcançar lucrar cá assim… é lindo lucrar a soalho cá”, descreveu a vencedora, notando único decorrer congénere a muita da sua curso: alcançar os mais altos feitos, todavia igualmente, cá e acolá, suportar os mais duros revezes.

Em julho de 2021, achou que tinha capturado o ouro olímpico na mostra de fundo de Tóquio2020, sem se aperceber que a austríaca Anna Kiesenhofer tinha resistido defronte e já suplantado a corrida.

Recuperou, mais uma turno, e venceu o ouro no contrarrelógio, juntando as medalhas olímpicas a oito em Mundiais de viela, três de ouro, mais uma em Mundiais de encalço, e único ouro em campeonatos da Europa.

Lã ducto, uma vez que várias vezes na curso, sofreu fraturas durante a Paris-Roubaix inicial, em outubro de 2021, recuperando mais uma turno para tornar ao melhor nível – único ‘iô-iô’ muito amiudado.

É quase enfadonho recitar a catálogo de resultados importantes que alcançou, de três vitórias no ‘Circuito Rosa’, em 2018, 2019 e 2022, com 13 etapas conquistadas, uma sucessão de outras provas por etapas, duas Voltas à Flandres, duas Liège-Bastogne-Liège, uma delas levante ano, duas Strade Bianche e uma infinidade de outros triunfos, com 93 listados na curso técnico ao extenso dos anos – e a conto solitário terminará no mira de 2023, único objecto final já anunciado.

A Rodeio a França feminina termina no domingo com actual dia de subida serra, e então na novidade alta ‘da tendência’ do ciclismo gaulês, com 123,3 quilómetros entre Lure e a claro na La Super Planche des Belles Filles, última de três subidas categorizadas, no derradeiro mês ‘estrado’ no Tour macho e na Rodeio à Alsácia.

Nascente: https://www.futebol365.pt/item/284057-ciclismo-imparavel-annemiek-van-vleuten-vence-setima-etapa-da-volta-a-franca-feminina/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.