Quantcast
Conhecimento medicinal indígena se extingue sem deixar rastro - Mundo News Web Interstitial Ad Example
24 de Junho, 2021

Mundo News

Seu Mundo! Suas Notícias!

Conhecimento medicinal indígena se extingue sem deixar rastro

1 min read
Estudo alerta que até 91% da sabedoria dessas comunidades sobre plantas com potencial farmacológico e terapêutico desaparecerão com a morte de suas línguas ...

Escoltar leyendo

FLORESTA QUE CURA

Uma das fontes documentais do análise de Rodrigo Cámara Leret e Jordi Bascompte é o labuta de Richard Evans Schultes, etnobotânico, taxonomista, noticiarista e fotógrafo respeitado único dos exploradores de vegetalidade mais importantes do cem pretérito. Sua acção The healing forest: medicinal and toxic plants of the north west Amazonia (“a brenha que trato: vegetalidade medicinais e tóxicas do noroeste da Amazônia”, editora Dioscorides Press), reúne quase conduto cem de perquirição. Schultes chegou em 1941 à Amazônia para examinar durante único ano porquê os povos indígenas usavam as vegetalidade para fins medicinais, rituais e práticas, porém acabou permanecendo por mais de uma dezena num labuta de campina que lhe permitiu identificar 24.000 espécies, incluídas 300 novas para a ciência.

Manancial: https://brasil.elpais.com/ciencia/2021-06-11/conhecimento-medicinal-indigena-se-extingue-sem-deixar-rastro.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.