Quantcast
Depois de ouro no mundial de atletismo, Alison dos Santos sonha com Jogos Olímpicos de Paris em 2024 - Mundo News Web Interstitial Ad Example
8 de Agosto, 2022

Mundo News

Seu Mundo! Suas Notícias!

Depois de ouro no mundial de atletismo, Alison dos Santos sonha com Jogos Olímpicos de Paris em 2024

4 min read
...

A 18ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo termina neste domingo (24) no Oregon, nos Estados Unidos. O Brasil participou da competição com 58 representantes: 23 atletas no feminino e 35 no masculino. Um dos destaques foi o paulista Alison dos Santos, que conquistou ouro nos 400 metros com barreiras.

Ele começou no judô, mas influenciado pela treinadora Ana Fidélis, o brasileiro Alison dos Santos logo descobriu, ainda na pequena cidade de São Joaquim da Barra, no interior de São Paulo, que tinha talento para o atletismo. E a escolha deu certo.

O atleta, de 22 anos, venceu uma das prova mais importantes do atletismo na terça-feira (19), com tempo de 46.29, quebrando os recordes sul-americano e do Campeonato Mundial, que pertencia ao norte-americano Kevin Young, com tempo de 47.18. Atualmente, o recorde mundial dos 400 metros com barreiras é do norueguês Karsten Warholm, campeão olímpico, com tempo de 45.94.

A nova marca coloca o brasileiro no topo do ranking mundial de 2022.

Inspirado em Joaquim Cruz, campeão olímpico e atual chefe de equipe do Brasil no Oregon, Alison, que mede 2 metros de altura e tem 76 kg, disse que demorou a acreditar no resultado. “A ficha está caindo ainda, estou vivendo o momento. Aproveitando a situação aqui para chegar e comemorar com os meus familiares. Agora não quero pensar em nada, só curtir o momento e aproveitar um pouco. Eu vou lembrar desse momento, vou deixar a ficha cair, vou assistir a corrida várias vezes, vai ser algo mágico para mim”, disse o atleta.

Também subiram ao pódio com ele, no estádio Hayward Field, na cidade de Eugene, os norte-americanos Rai Benjamin e Trevor Bassitt, medalhas de prata e bronze, respectivamente. Este foi o segundo ouro e a 14ª medalha do Brasil na história da competição.

O Brasil participou da 18ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo nos Estados Unidos com 58 representantes: 23 atletas no feminino e 35 no masculino.

Treinado pelo técnico Felipe Siqueira, que o acompanha desde 2018, Piu chegou à final invicto nos 400 metros com barreiras em 2022. Ele havia iniciado a preparação em São Paulo e continuou os treinos na região de San Diego, na Califórnia, a partir de março.

Com esse resultado, Alison dos Santos superou as campanhas de 2019 e 2021, quando foi finalista no mundial de Doha, no Catar, e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Comentando sobre a prova, sobre o finalzinho, foi muita emoção no momento de passar a última barreira e saber que eu iria ser campeão mundial. Eu só queria literalmente passar a linha e comemorar, curtir esse momento”, diz. “E talvez sim, eu pudesse ter tido um tempo melhor, não sei se o recorde mundial. Mas estamos trabalhando para isso, a gente sabe que a gente é capaz de fazer isso e vamos para mais, vamos buscar esse recorde mundial, a temporada ainda não acabou. Vamos continuar no foco, continuar no trabalho que a gente consegue alcançá-lo”, completou.

O atleta voltou ao Brasil na sexta-feira (22), seguindo direto para São Joaquim da Barra para rever a família. “Está sendo maravilhoso, eu ainda não parei. Não tive tempo para parar e assistir tudo o que me marcaram, compartilharam, as mensagens que me mandaram, mas está sendo muito mágico receber o carinho do povo brasileiro, mais uma vez, e todos que estão comigo e realmente torcem por mim. É incrível ter esse momento e compartilhar essa energia com vocês, é gratificante e eu vou levar comigo sempre”, disse o atleta.

Próximas etapas

Alison viaja para a Europa no dia 3 de agosto. Ele compete em mais três etapas da Diamond League nos 400m com barreiras: no dia 6 de agosto em Silesia, na Polônia; no dia 2 de setembro em Bruxelas, na Bélgica e no dia 8 de setembro em Zurique, na Suíça.

O atleta também vai correr a prova dos 400 metros rasos no dia 8 de agosto, no Grand Prix da Hungria.

Futuramente, Piu também mantém o foco nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Antes, vai tentar o bicampeonato nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, em 2023. “O foco é melhorar, continuar no progresso, evoluir no resultado, correr cada vez mais rápido e sim, sonhamos com o ouro em Paris, sabendo que a gente tem chance para chegar lá e brigar por isso”, afirma. “A gente provou isso na pista, que veio para cá para conquistar não só o campeonato mundial, mas uma medalha de ouro também nos jogos olímpicos e fazer história. E a gente sonha com o recorde mundial. E competições como essas, mundiais e jogos olímpicos são perfeitos para fazer isso e eu sei que os jogos de Paris serão maravilhosos”, conclui.

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/depois-ouro-no-mundial-atletismo-123534327.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.